O teatro municipal ainda está vazio, mas o caminhão chega nas primeiras horas do dia 24 de setembro de 2015 para descarregar as toneladas de equipamentos. São movies, instrumentos, equipamentos de áudio, de vídeo e um telão de LED de 3m x 5m. Tudo terá que ficar pronto até a passagem de som, marcada para as 16hs do dia que antecede a gravação do DVD Vale das Sombras, comemorando 20 anos da banda Stauros.

Na minha mochila levava apenas o laptop, meu fone de ouvido para aguentar 5 horas de voo, um HD e um pendrive. Ali também eu carregava alguns Gigas com dois meses e meio de trabalho de animação produzido para o telão fundo de palco da gravação do Stauros.
Conheci o Celso, vocal da banda, em meados de 2015 através de um amigo em comum, o Marllon Matos lá do Rio (companheiro de algumas edições do Metanóia em terras capixabas).

Já curtia o trabalho do Stauros desde o fim da década de 90 e em meados de 2015 o Celso me convidou para fazer esse trabalho para os 20 anos da banda. Responsabilidade grande, desafio aceito.
Chegando em Itajaí-SC, céu cinzento e algumas chuvas ligeiras, conheci logo um dos primeiros membros do staff, o Rodrigo Decarlo, que foi me receber no aeroporto de Navegantes. Pense num cara gente finíssima! Como eu já havia chegado em cima da hora da passagem de som, fizemos um lanche rápido e fomos direto para o Teatro Municipal de Itajaí. Primeira passagem de som, curti uma bela prévia do show animal que aconteceria dali a pouco mais de 24 horas, aproveitei e fui conhecer o telão do palco afim de ajustar os últimos detalhes. No mais, era hora de ir comer alguma coisa em Balneário Camboriú a noite com a galera do staff e da banda e ir descansar para o dia seguinte.
11225084_1681732168715186_4444698240245131508_n
 Ajustando detalhes durante a passagem de som
O dia da gravação começou acelerado, pela manhã finalizando os ajustes nas animações (cada telão tem sua proporção, e cada PC dedicado trabalha com seus codecs próprios.) Numa gravação ao vivo não há chances para erros, travamentos, ou outros contratempos. Como clientes, o pessoal da Stauros estava super satisfeito com o trabalho até ali. Segui, de certa forma, o trabalho de identidade visual feito pelo Rafael Tavares na capa do CD Vale das Sombras, já que o DVD também era deste álbum. Porém também vale destacar que a banda me deixou livre para criar outros elementos visuais para o setlist. Trabalho de telão para show tem suas particularidades. Você tem que respeitar o bit de cada música, a ambiência do show, a proposta visual da banda. Seguimos nessa linha variando entre momentos de cadência e um pouco mais de movimento.
12510268_753933848083926_1627988718623561200_n
Banda Stauros, JT (Metal Nobre) e o Staff da gravação do DVD Vale das Sombras. Foto: Banda Stauros
A gravação estava marcada para começar as 20hs e mesmo tendo ajustado tudo com antecedência, cheguei um pouco antes para ir fazedo o “meio de campo” com o operador do telão. A chuva insistia em cair mas enquanto isso o staff ia trabalhando loucamente. Camarins abertos, banda sendo maquiada pela Fabyana, o Fernando Schentl havia acabado de chegar de SJ do Rio Preto-SP, a Sully e o Pedro Leal vieram da terra da “vina” e assim conheci o Rafael Bic que dirigiu as equipes de filmagem e edição e o Karim Serri, responsável pela captação e tratamento do audio. O Teatro Municipal de Itajaí já estava totalmente no clima da gravação daquele DVD histórico do Stauros.

Trecho divulgado pela banda com pequena amostra do telão
A banda deu uma última passada no som e eu no telão. Os horários estavam apertados, o JT vocal da banda Metal Nobre que fez participação em uma música do show chegou bem em cima da hora. Portões abertos e o público começa a entrar. Até então todo mundo estava apreensivo, mas a chuva não chegou a atrapalhar. Público na casa, chegou a tão esperada hora do pau comer! Seguindo a ordem parecida com a do CD Vale das Sombras, o show começou acelerado com a banda executando uma performance muito boa. Só para se ter noção do que virá no DVD (previsão para fevereiro/2016) teremos muitos solos, um acústico muito bem pensado e muito rock’n roll. Tudo funcionava muito bem: audio chegando, iluminação e telão funcionando bem e a banda tendo uma performance memorável.
Foram quase 4 horas de trabalho intenso da banda, do staff e de toda a equipe técnica. No fim, a sensação do dever cumprido. Eu estava esgotado e todos também. Lembro que ainda o Stauros teve gás pro meet and greet depois do show. O Celso naquela calma de sempre rsrsrs. Era hora de começar a pensar na volta pra casa. Toda equipe do staff junto com a técnica e a banda foi fazer aquela boquinha antes da despedida final. O Rodrigão (totalmente morgado e já dormindo) ainda dirigiu de Itajaí a Navegantes as 3 da manhã para me deixar no aeroporto, dizem que o carro voltou sozinho para Itajaí (risos). Em resumo: foi um trabalho que deu muito prazer em ter feito, conheci/trabalhei com pessoas super profissionais e bem dedicadas, pessoas que vieram de Goiás, São Paulo (de moto), Paraná, SJ do Rio Preto para somar e deu no que deu! agora vamos esperar o DVD sair! Se puder, colaborem clicando aqui e adquirindo na pré venda.
Confira um videozinho feito de celular com cenas do backstage:

 12494504_1096694390364965_1917352756_o
Identidade visual do CD Vale das Sombras. Foto: Banda Stauros 
Sem Título-2
Assinatura da banda. Foto: Banda Stauros

Texto: Vinny Almeida